Dangol, a kumari de Tokha, de 9 anos, tornou-se deusa viva quando era bebé.

As kumaris são veneradas na comunidade newar, que acredita nos seus poderes divinatórios e na capacidade de curar os doentes (sobretudo com doenças hematológicas), de concretizar desejos e de conceder bênçãos de protecção e prosperidade. 

Acima de tudo, diz-se que estabelecem uma ligação imediata entre este mundo e o divino e geram nos fiéis o estado de maitri bhavana, uma disposição de bondade e benevolência para com todos. Crê-se que o espírito da deusa, shakti, que entra no corpo da menina quando ela se torna kumari, sairá do seu corpo se ela perder sangue.

O processo de selecção das kumaris implica um ritual secreto, que nem aos pais é revelado. 

Fotografia: Stephanie Sinclair

nepal

Descubra uma nova visão do mundo!

Assine a National Geographic.

Pesquisar