Cento e vinte anos depois da primeira escavação metódica em Conímbriga, as ruínas desvendam segredos e desfazem mitos, como este mosaico com cena de caça decorando um cubiculum (quarto) da Casa dos Repuxos, em Conímbriga. 

As casas dos mais abastados proprietários (a Casa de Cantaber e a Casa dos Repuxos) sinalizam ao visitante a falsa percepção de opulência – real no mundo romano, sim, mas à disposição de uma escassa percentagem da população. O arqueólogo Virgílio Hipólito-Correia, especialista deste território, costuma brincar: “Muitos visitantes vêem os mosaicos e suspiram: ‘Como seria bom morar no mundo romano!’ Costumo contrapor e dizer: ‘Sim... Se fizesse parte da fatia de 3% dos privilegiados.’”

Saiba mais em As sete vidas de Conímbriga

mosaico conímbriga

Descubra uma nova visão do mundo!

Assine a National Geographic.

Pesquisar