Enquanto deixa para trás a montanha mais alta de Portugal, um tubarão-azul emerge das águas do canal entre o Faial e o Pico.

Apesar de continuar a ser uma das espécies mais abundantes dos nossos oceanos, é vítima de um apetite cada vez mais voraz do mercado asiático.

Fotografia: João Rodrigues

tubarão

Pesquisar