O Parque da Pena ganha tonalidades diferentes consoante a época de floração. 

O cerro de Santa Bárbara, a norte de Alcoutim, guarda a ruína do Castelo Velho.

Com menos de vinte centímetros de comprimento, estes caimões de duas semanas flutuam entre as ervas aquáticas em tardes de calor. 

nau

Pasaia, na costa de Guipúscoa, é o segundo porto mais importante de Euskadi, depois de Bilbau. Há cerca de 500 anos, a nau baleeira San Juan partiu da sua ria rumo à Terra Nova.

As histórias e lendas de outrora ficaram na memória dos antigos pescadores, mas as mantas já não assustam.

O fotógrafo libertou esta cegonha de um saco de plástico num aterro sanitário em Espanha.

No jardim das Caldas de Chaves, decorria um importante concurso de fotografia, quando o autor reparou que a Ponte Engenheiro Barbosa Carmona, ícone da cidade, tinha adquirido uma envolvência completamente diferente da que se registara durante a tarde.

Há muitos séculos que aglomerados de casas de adobe e folhas de palmeira se erguem em Gadamés, na Líbia, uma cidade oásis pré-romana no Saara. Caminhos construídos sobre os telhados das casas permitiram às mulheres deslocar-se livremente, longe dos homens. 

No Japão, a floração de cerejeiras, como estas no Santuário de Hirano, em Quioto, é sempre um momento.  

Descubra uma nova visão do mundo!

Assine a National Geographic.

Pesquisar