FOTÓGRAFO DO ANO
A revista voltou a associar-se este ano ao Concurso Generg Fotógrafo do Ano, revelado no Festival Cinclus de Vouzela. Estas foram as fotografias vencedoras.

O sol banha o Grande Templo de Karnak, em Tebas, antiga capital do Egipto. O faraó Amen-hotep III iniciou a partir desta cidade uma revolução teológica que atingiu o apogeu sob o seu filho Akhenaton e a mulher deste, Nefertiti. O disco solar, Aton, substituiu o panteão egípcio clássico: o seu culto constitui provavelmente o primeiro monoteísmo do mundo.

Símbolo de prestígio social, de alguma prosperidade e de aventura, a caça à baleia terminou em 1984, mas manteve-se presente nos sonhos de muitos açoreanos. Durante o século XX, a National Geographic visitou regularmente os Açores, cativada pela baleação tradicional, e o fotógrafo captou algumas das imagens mais poderosas da actividade - como esta.

O recife Mesoamericano, na América Central, tem metade do comprimento do seu famoso homólogo australiano. Em muitos aspectos, porém, é mais extraordinário. Os corais constroem a barreira que protege os mangues e as pradarias de ervas marinhas dos domínios costeiros. A cidade de carbonato de cálcio do recife é povoada por muitas espécies, incluindo este blénio de cabeça espinhosa.

O enfurnamento em lava e a erosão esculpiram esta caverna açoriana na ilha de Santa Maria. O aspecto polido do basalto resulta do carácter vítreo da rocha e da acção da ondulação contínua. Aos poucos, microrganismos vão colonizando este ambiente.

De perto, numa perspectiva fortemente ampliada, este exemplar da formiga do género Camponotus assemelha-se a um invasor alienígena, mas, na verdade, em Portugal, as obreiras deste género não ultrapassam os 14 milímetros, apesar de serem razoavelmente maiores do que outras formigas.

Na Beira interior, há registos de povoamentos judaicos desde o final do século XIII e indícios de povoamentos posteriores, por cristãos-novos. Ora aberta e integrada, ora fechada e escondida, a prática do judaísmo nunca cessou no interior de Portugal e um dos casos mais significativos ocorre em Trancoso, onde a Casa do Gato Preto evidencia o relevo do leão de Judá, a metáfora que representa a figura de Jesus Cristo nas Escrituras Sagradas do cristianismo e judaísmo. 

Houve um tempo em que este falcão dependia da agricultura do Alentejo. Com a intensificação agrária, os biólogos tentam manter aberta a janela para um passado natural. Nesta imagem, visões como o acasalamento de peneireiros-das-torres eram cada vez mais raras na década de 1990 mas, aos poucos, a população da espécie tem vindo a recuperar no Sul de Portugal.

Pesquisar