madeira

Texto: Johnna Rizzo

Os jogadores da Liga Americana de Basebol partiram 1.697 bastões entre Julho e Setembro de 2012.

A estatística não surpreende se pensarmos no que esta ferramenta de madeira tem de suportar. Lançada a 145 quilómetros/hora, a bola entra em contacto com o bastão produzindo uma força de 3.600 quilogramas. As vibrações repercutem-se pelo bastão. Se a bola atingir um ponto fraco, a madeira pode quebrar. O freixo, por norma, aguenta-se.

Porém, cada vez mais jogadores preferem bastões de ácer, que constituem 64% de todas as vendas. Moldada com a forma do bastão, a fibra do ácer pode fragilizar a madeira. Os especialistas estudam agora os bastões partidos na Liga para melhorar a sua resistência e desenvolver melhores soluções, evitando também lesões.

Além disso, há ainda a variável da perícia. “Se os batedores acertassem sempre no ponto ideal, praticamente nunca teríamos bastões partidos”, resume Patrick Drane, do Centro de Pesquisa de Basebol da Universidade de Massachusetts. 

Pesquisar