castelo de paderne

Um castelo no Algharb.

Texto: Paulo Rolão

Após a invasão e consequente ocupação da Península Ibérica por parte dos mouros, emergiram diversos aspectos característicos da cultura árabe na arquitectura, na cultura, nas artes, nos sabores, no modus vivendi e na toponímia. Al Gharb significa “O Ocidente”, ou seja, a parte ocidental em relação a outra região então sob domínio árabe, o Al-Andalus, e que, desde então, passou a ser referenciada como Algarve.

Como afirmação de domínio e de salvaguarda em relação às forças cristãs, deve-se aos povos vindos do Norte de África a edificação de diversos redutos militares um pouco por todo o país, mas sobretudo com incidência nas regiões de fronteira. Um dos exemplos mais carismáticos é o Castelo de Paderne, pertencente ao califado almóada e que actualmente é um dos maiores ex-líbris do concelho de Albufeira.

castelo de paderne

Ilustração: Anyforms Design.

Foi erguido no século XI sobre um antigo castro que também teve ocupação romana e possui algumas características que o diferenciam da maioria das fortalezas em Portugal. Uma delas é o material construtivo. Esta fortaleza foi erguida em taipa militar, material construtivo muito comum no Sul do Mediterrâneo, mas que se tornou, em Paderne, o único exemplo visitável em Portugal. Só isso justifica uma visita ao castelo.

A outra peculiaridade reside no facto de Paderne possuir uma única torre albarrã (mais um termo árabe) exterior às muralhas e que assinalava a entrada no castelo, uma vez que o forte também acolhia um reduzido núcleo populacional.

É certo que em Portugal, ao longo dos séculos, tentaram apagar-se os vestígios da civilização árabe, essencialmente no que diz respeito aos edifícios religiosos. Em Paderne, o movimento também aconteceu, pois a Ermida de Nossa Senhora da Assunção foi erguida sobre uma antiga mesquita. O castelo, porém, mantém a estrutura arquitectónica original, mesmo depois de várias obras de restauro nos últimos anos que mantiveram a traça original. Como atestado de importância, refira-se que o Castelo de Paderne é um dos sete que figuram no escudo de armas da bandeira nacional.

Após o processo de Reconquista, o castelo foi perdendo importância até porque a população deslocou-se para outro local. Hoje, apresenta algumas ruínas, desta vez não forçadas por acção humana, mas sim pelo terramoto de 1755, que o feriu no corpo… mas não na alma.

mapa castelo de paderne

Descubra uma nova visão do mundo!

Assine a National Geographic.

Pesquisar