Katy Croff Bell

Texto: Annie Roth
Fotografia: Rebecca Hale 

O mar profundo ainda está por explorar. Após décadas de sondagens e incursões nas profundezas efectuadas de submarinos e veículos operados remotamente, os investigadores viram apenas uma fracção do que se encontra no fundo. Nessas águas desconhecidas, Katy Croff Bell vê uma boa oportunidade de inclusão. Fellow da National Geographic Society e especialista em mar profundo, Katy participou em mais de quarenta expedições desde 1999. Quando começou, havia poucas mulheres a desenvolver trabalho de campo.

“Se vamos realmente explorar o oceano, não precisamos apenas de novas tecnologias; precisamos também de envolver novas comunidades”, diz. A investigadora criou um grupo diversificado de exploradores e estudantes de águas profundas e desenvolveu formas de tornar a ciência mais acessível.

Novas tecnologias robóticas e de “telepresença” permitiram que Katy e outros fizessem descobertas significativas nos últimos anos. Em 2019, alunos que monitorizavam câmaras de alto mar em colaboração com o Laboratório de Tecnologia de Exploração da National Geographic foram os primeiros a documentar a presença de tubarões-albafar (Hexanchus griseus), nas Galápagos.

Esses alunos não são os únicos a juntarem-se a Kathy Croff Bell no fundo do mar. Ao implantar câmaras nas profundezas e ao transmitir em directo as suas expedições, Kathy permite que milhares de pessoas em todo o mundo explorem o oceano com ela.

Descubra uma nova visão do mundo!

Assine a National Geographic.

Pesquisar