Joel Sartore

No momento em que estiver a ler estas linhas, Joel Sartore já terá fotografado cerca de dez mil animais. Tem planos para continuar até chegar aos 15 mil.

fragmentos plástico

Os peixes recém-nascidos ingerem pedaços minúsculos de plástico em vez de alimento. Se os pequenos morrerem, haverá menos peixes grandes e isso pode abalar a cadeia alimentar.

De perto, numa perspectiva fortemente ampliada, este exemplar da formiga do género Camponotus assemelha-se a um invasor alienígena, mas, na verdade, as obreiras deste género não ultrapassam os oito milímetros, apesar de serem razoavelmente maiores do que outras formigas.

Para este escaravelho com 5 centímetros, uma garrafa castanha de cerveja abandonada parece uma fêmea de proporções desmesuradas.

Na gruta da Lapa do Fumo, nos arredores de Sesimbra, há um ser vivo que parece um grão de pó a voar no breu. 

Terra de Francisco José

Quando fazemos uma expedição biológica até às regiões polares de elevada latitude, árcticas ou antárcticas, nestes tempos de alterações climáticas, a questão do gelo é sempre importante, seja ela abordada de forma directa ou indirecta.

Aparentemente, a idade e a beleza podem não ser exclusivas.

Os críticos argumentam que a utilização de espécies invasoras não é mais ética do que a de outros animais, mas, alheias à discussão, muitas pragas transformam-se agora em criações de moda.

pandas

Deslocam-se com dificuldade pelas impenetráveis e íngremes florestas temperadas das províncias chinesas de Gansu, Shaanxi e Sichuan. De GPS em punho, os 70 membros da equipa responsável pela monitorização da população selvagem de pandas-gigantes observam atentamente o terreno em busca de excrementos.

Pesquisar