A reportagem fotográfica neste sítio isolado da Gronelândia revelou-se uma tarefa fria e dura.

tubarão-frade

O tubarão-frade é poucas vezes observado nos Açores, mas isso pode apenas querer dizer que a espécie é ainda mal conhecida…

 A ciência faz-se do questionamento contínuo de verdades estabelecidas. No caso das chitas, existiam três pilares aparentemente firmes.

O grasnar de um gaio ecoa na floresta, enquanto um grilo “canta” num dia típico de Verão. Os sons são o nosso primeiro contacto com o mundo natural.

A imagem da ave extinta que não voa inspirou artistas e alimentou lendas durante séculos, mas com o tempo torna-se mais nítida.

Desliza o queixo ao longo da pele. Enrola o corpo sobre o dela. Empurra-lhe a cabeça, morde-a e faz vibrar a cauda. 

Os artistas das cavernas não são conhecidos pela sua precisão, e os arqueólogos ainda discutem se as pinturas pré-históricas seriam simbólicas ou reproduções fiéis dos animais.

vespa asiática

Poderá ter sido uma surpresa para a opinião pública, mas foi a confirmação de uma invasão prevista desde que, em 2004, a espécie Vespa velutina nigrithorax chegara ao porto de Bordéus, previsivelmente dissimulada num carregamento hortícola proveniente da China.

Para um casal de lavagantes-americanos, o sexo é assim: durante dias, a fêmea esguicha urina para o esconderijo do macho desejado. Seduzido pelo cheiro, ele deixa-a entrar. 

Pesquisar