Aprendemos muito sobre as Migrações das Aves e a maneira como os seres humanos as dificultam cada vez mais.

A falcoaria foi classificada como Património Imaterial em 2016, recuperamos uma das mais antigas artes que percorreram séculos... mas que ainda subsiste. Em Alter do Chão, a falcoaria é pretexto de um projecto que alia a reprodução em cativeiro com fins de conservação com a reabilitação de uma velha tradição venatória. Ao mesmo tempo, mudam-se os tempos e utilizam-se aves de rapinas em actividades impregnadas de modernidade.

As aves não são só decisivas para o equilíbrio ambiental. Alegram a nossa alma. Em 2018, vamos explorar o mundo das aves e descobrir porque não podemos viver sem elas.

Os Ácaros, escondem-se na sua cama e acasalam no seu rosto. São mais pequenos do que o ponto no final desta frase.

Os modelos climáticos sugerem que, no final deste século, o gelo marinho que reveste a maior parte do Árctico ficará reduzido a uma faixa acima da Gronelândia e do Canadá. Tornar-se-á um refúgio para ursos-polares e outros animais em luta pela sobrevivência.

Os abutres limpam os restos após a morte. Com as suas populações em quebra, estamos agora a aprender que precisamos muito de mantê-los vivos. 

No Parque Nacional de Gran Paradiso, antiga coutada real de caça, conserva-se uma costela selvagem de Itália.

Criado em 1998, o Parque Marinho Luiz Saldanha, na Arrábida, gerou polémica, discórdia e muitos protestos. Na hora de um primeiro balanço científico, há razões para celebrá-lo.

Pesquisar