Palácio da Bolsa

O Palácio da Bolsa é, indiscutivelmente, uma das mais belas e bem preservadas jóias do património nacional.

Em pleno centro histórico do Porto, as paredes exteriores deste palácio não deixam adivinhar os segredos que se encontram no interior. Apesar de o início da construção datar de 1842, a origem do Palácio da Bolsa remonta a 1832 e aos distúrbios que degeneraram no cerco do Porto. Deflagrou então um incêndio que deixou o Convento de São Francisco praticamente em ruínas.

O Salão Árabe

Um ano depois, a recém-criada Associação Comercial do Porto foi autorizada a servir-se do local de forma a aí instalar o Tribunal do Comércio. Dado o estado precário das instalações, logo se percebeu que seriam necessárias obras de vulto. Os planos de recuperação foram engendrados e, volvidos oito anos, Dona Maria II mandou expedir uma carta de lei que concedia as ruínas do Convento de São Francisco à Associação, de modo a nele se estabelecer a Bolsa e o Tribunal de Comércio de 1.ª instância. O projecto foi entregue ao arquitecto Joaquim da Costa Lima Júnior.

No dia 6 de Outubro de 1842, foi lançada, finalmente, a primeira pedra do empreendimento, no ângulo do edifício sobre as ruas Ferreira Borges e Dom Fernando II e, no mês seguinte, a Associação Comercial transferiu-se para o local.

Sala após sala, todos os espaços do Palácio têm uma personalidade e inspiração diferente. Em 1880, foi inaugurado o grande ex-líbris, o extraordinário Salão Árabe, a pretexto das celebrações do tricentenário do poeta Luís Vaz de Camões.

Por fim, não muito antes da implantação da República, as obras e os revestimentos do Palácio da Bolsa foram dados como concluídos. Corria o ano de 1909 e a ocasião solene contou com a presença de Dom Manuel II, menos de um ano antes da implantação da República.

Palácio da Bolsa

Ainda activo para lá dos turistas

O novo regime não favoreceu o edifício. O acervo foi inventariado, desocupado e até vítima de actos de vandalismo, como aconteceu quando o quadro do rei Dom Carlos foi alvejado a tiros de pistola.

Hoje, o Palácio da Bolsa encontrou uma nova vocação, abrindo as portas aos turistas, sem nunca esquecer a Associação que lhe dá vida. Exemplar único no país de uma mistura de estilos arquitectónicos importados, o Palácio da Bolsa não se explica – visita-se.

Palácio da Bolsa mapa

Palácio da Bolsa

Rua Ferreira Borges, Porto

Horário: Todos os dias da semana, das 9h às 18h30

Contactos:

Tlf.: +351 223 399 000

E-mail: correio@cciporto.pt

GPS: 41º08’28.89 N 8º 36’55.00 O

Pesquisar